sexta-feira, 7 de setembro de 2012

SETE DE SETEMBRO EM BREJO DO CRUZ...


Segundo artigo da Revista nossa história, comentado no Diário de Lisboa, existem controvérsias sobre o grito de "Independência ou Morte" e sobre este quadro, criação de Pedro Américo. Segundo o artigo, uma testemunha ocular da cena, Padre Belchior Pinheiro de Oliveira, registrou que D. Pedro I, o primeiro Imperador do Brasil, no dia 7 de Setembro de 1822, por volta das 4 horas da tarde, viajava de São Paulo para a Corte, numa mula, (não num cavalo), com uma terrível indigestão. Segundo o padre, o então Príncipe Regente, "vinha de quebrar o corpo à margem do Riacho Ipiranga, agoniado com uma disenteria, com dores, que apanhara em Santos", quando chegou a correspondência de Lisboa, exigindo atitudes e medidas, já inaceitáveis para ele. Indignado atirou os papéis no chão e os pisoteou.  Depois ajeitando o vestuário, juntou-se à comitiva. Ao padre Belchior disse: "Nada mais quero do governo Português e proclamo o Brasil separado de Portugal". Tirou do seu chapéu, o laço azul e branco, símbolo do governo Português e o tirou fora, dizendo em seguida: "Pelo meu sangue, pela minha honra, pelo meu Deus, juro fazer a liberdade do Brasil".
Aqui em Brejo do Cruz, alheios a essa controvérsia, alunos de diversas escolas desfilam pelas ruas da cidade e no nosso Beco a atenção voltou-se para a serra, onde o pagador da promessa, aventurou-se mais uma vez à enfrentar a subida até o cruzeiro, no meio da manhã...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...