terça-feira, 31 de dezembro de 2013

REUNIÃO COM OS AMIGOS...


Foi um super almoço. Comidas típicas do sertão, incluindo mungunzá com mocotó, rubacão e churrasco. O camarão frito também presente, sem falar nas bebidas para todos os gostos. O muro das plantas, mais uma vez acolheu amigos e familiares. A presença masculina liderou, pois afinal de contas, a festa era de Itamar.

Dedé e a ala feminina...

A ala jovem...

Calorosas discussões amigáveis...

Carlinhos disputou a liderança com Dedé...

Roberto e Cicinho...

Ivandro e seu secretário, Marquinho, organizando o bolão da virada...

A festa continuou quase noite a dentro e esse é o visual do muro das plantas, sem a mangueira...

segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

PRAGA NA MANGUEIRA???


Quem não lembra dessa frondosa e produtiva mangueira, que por tantos anos nos proporcionou sombra protetora, aconchego e cumplicidade. Acolhedora nas nossas amistosas reuniões familiares, silenciosa e sigilosa nos assuntos mais melindrosos da irmandade... Quem será o excluído das nossas celebrações, que botou uma praga, dessa categoria? Vamos ter que esperar algum tempo para a expansão dos seus galhos alcançar o poder de proteção de antes.

ALDERI FILHO...


Apesar de ter vindo só por dois dias, Deri preencheu muitos espaços na nossa reunião. É muito engraçado, excelente contador de histórias e quando se junta com os outros irmãos nos diverte como ninguém. Foram surpreendidos nessa foto, tramando alguma molecagem.


Um litro de Whisky para Dedé, foi seu presente, mas os olhares suspeitos de todos, questionavam a qualidade expressa no rótulo. O assunto da noite foi seu desempenho numa mesa de jogo, durante o dia, que, segundo uns, saiu-se bem. Negou-se a comentar, talvez temendo cair em alguma cota.


Parecia tão cansado, que decidimos armar uma rede, ali mesmo na calçada, para que dormisse um pouco. Ficou desconfiado dessa arrumação, pois temia alguma brincadeira. Mas o cansaço venceu.

Deitou e dormiu o sono dos ganhadores, até altas horas...

A SUBIDA DA SERRA...


Ontem, cedinho, essa turma jovem preparou-se para subir a serra. Para Bia, Fabrício e Jéssica, seria a primeira vez. O café, antes da subida, coleta de alguns alimentos e água foram os iniciais preparativos para essa aventura. João, nosso vizinho, foi contratado como guia e a animação dominava.


Enquanto esperavam João, posaram para a foto. Seguir a trilha até o topo da serra, fez parte das nossas atividades, desde crianças. A serra era mais como uma extensão do nosso quintal e muitas são as histórias contadas. Com certeza, seu fascínio e magia influenciam novas gerações. 

Uma desistência, do meio do caminho... Maria Isabel não quis continuar e Pedro Victor desceu junto...

domingo, 29 de dezembro de 2013

O APERTO DE CARLINHOS...


Muitos ainda não sabem, mas papai pegou Carlinhos para uma conversa particular, aliás, bem particular. Preocupado com o futuro da filhotinha Leleda, resolveu abordar o assunto, fora da vista dos outros. De início, fez uma tentativa diplomática de laçar o pretendente, com piadas sobre casais, namoros longos e noivados bem sucedidos. Vendo que seu verbo caia em areia movediça, ficou mais sério e diretamente quis saber se as intenções de Carlinhos eram de primeira ou segunda instâncias. O pensamento do indagado foi a leilão, mas ninguém saiu ganhando, pois deu o silêncio como resposta, deixando nosso pai na incerteza...


SARA COM A FAMÍLIA, NO PÉ DA SERRA...


A querida neta, Sara, dessa vez, veio acompanhada do marido, Fabrício, sua prima, Jessica, e filho, Henrique, que se apaixonou pela serrinha. Vieram de Teófilo Otoni, MG, para desfrutar da companhia dos pais e familiares, no Natal e Ano Novo. Nessa época do ano, nossa cidade se alegra com a chegada de centenas de visitantes e muitos são nativos que moram longe. Boas vindas aos queridos familiares.

sábado, 28 de dezembro de 2013

DOAÇÃO DA MANA MARILZA...


Marilza, que, por motivos maiores não compareceu à reunião familiar, (foto do ano passado), para incrementar a noitada do Beco, autorizou ontem, por telefone, a venda de duas caixas de cerveja, da Distribuidora de Paulino. Circulam rumores que essa generosidade tem por objetivo calar os faladores, mas com certeza, causou alegria nos manos amantes da bebida e todos agradecem.

A eficiência de Paulino é impressionante, pois mal terminou a conversa telefônica e a cerveja foi liberada...

A HORA DAS COTAS...


Deri impressionou. Na hora da chamada às cotas do dia, para reabastecer a despensa, puxou um bolo desordenado de dinheiro, cartões de crédito e débito e fez uma contribuição digna de respeito.

Neuma chefiou a expedição ao supermercado, acompanhada de papai, Itamar e Ismar...

Papai curtiu essa compra. Na retaguarda sorria e esperava, enquanto Itamar e Neuma escolhiam a carne...

Ainda oportunidade para uma conversa...

Já na saída...

A parada da padaria...

A PRIMEIRA NOITADA NO BECO...


Os quatro marmanjos da família, por ordem cronológica, juntos, iniciando a reunião com um churrasco, no Beco da Discórdia, temperado com contos, piadas e gozação. Do nosso pai herdamos o humor. Dos acontecimentos pessoais tiramos a capa do drama e os revestimos, tornado-os em paródias e gozações. Uma reunião é ocasião preciosa para  as histórias das excentricidades, que serão passadas de gerações a gerações e gravadas nos anais da Família. Os quatro irmãos são exímios contadores de histórias.

Foi muita conversa...

Esse visual já é bem conhecido: o bucho de Marquinho, e ao que parece essa riqueza só cresce...
Sara, Jessica e Henrique pastoram a carne do churrasco...

Nossa querida prima Riso engrossou a ala feminina presente no Beco...

Fabrício, com Moisés e Henrique...

Dinha, Marlene e Onivaldo...

Com Izabel Cristina...

A MENINADA COMANDA A ATENÇÃO DOS ADULTOS...


Neto, bisneto e a meninada da vizinhança tem mantido os pais e tios bem ocupados. Disputas por carros, jogos e desavenças sobre qualquer situação vem seguidas por choros, amuos e carões. Vai ser uma reunião bem movimentada.


Enquanto isso a ala jovem congrega trocando impressões e experiências. Sara, que veio de Minas, Maria Isabel, de João Pessoa e Pedro Victor de Salvador em conversas bem animadas.

quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

COM DESTINO AO PÉ DA SERRA...


A reunião da Família Rocha, todo fim de ano, na casa paterna, segue rituais estabelecidos nos anais da sua história. Quem vem de João Pessoa e quase todos fazem esse percurso, tem a parada em Soledade como uma exigência. Hoje, para a turma que se dirigia ao pé da serra, esse ritual foi cumprido ao pé da letra. O motivo principal dessa parada é a compra de queijos, senha da entrada com honrarias, na casa paterna. Virou competição e o prestígio é medido de acordo com o peso acusado na balança. O mano Itamar, foi o primeiro a cumprir a regra, escolhendo os referidos queijos, com esmero e exagero. 


Neuma ouvia atentamente as recomendações e aguardava o pedido...


Vitoriosa e certa de causar sensação, na chegada, eliminando concorrentes, Neuma sorria... A aprovação de papai seria iminente com oferendas tão generosas e o complemento dos tira gostos, nas noitadas do Beco, estava garantido...


ANIVERSÁRIO DE CARLINHOS...


O querido genro, Carlinhos, (o aspirante a favorito), celebra hoje seu aniversário, em João Pessoa, com Leleda, familiares e amigos. As comemorações já iniciaram-se desde o Natal e continuarão, amanhã, com grande expectativa, no pé da serra. Nossos votos de um dia de felicidade, alegria e amor e que a data se repita por muitos e muitos anos. Parabéns Carlinhos...

Ao bolo...

quarta-feira, 25 de dezembro de 2013

NATAL EM JOÃO PESSOA...


A turma que aqui reside reuniu-se, com exceção de Alderi Filho, que estava incomunicável, no apartamento de Itamar e Margareth, para um delicioso jantar, regado com vinhos e whisky de melhor qualidade, afiando as línguas dos presentes e desafiando as orelhas dos ausentes. Essa gente quando se junta é fogo. Mas houve tempo para reflexões, com um poema declamado por Dona Laurita e uma linda e espontânea prece, antes do jantar, por Maria Helena.


O preparo do visual foi intenso e detalhado antes do jantar. Roupas inspecionadas e "engomadas", maquillage esmerada, sapatos examinados para combinar com os vestidos, bijuterias e acessórios espalhados e selecionados, enfim a arrumação começou cedo. Balzaquianas são assim...


As quatros mulheres da irmandade num deslumbre de brilhos e elegância...


Contamos com a presença da querida Luna, a menina entre as coroas...

Carlinhos e Leleda...

Com os anfitriões...

terça-feira, 24 de dezembro de 2013

PAPAI EM OBSERVAÇÃO...


Domingo último, com pressão alta, depois de medicado, papai ficou em observação no hospital, por algumas horas. Acompanhado de duas filhas, neta e genro, sentiu-se muito à vontade e mesmo deitado, tentou contar piadas e conversar com outros pacientes. A exigência da médica, para sair do hospital, foi que urinasse três vezes antes de uma nova verificação de pressão, para confirmar que estava bem.


De olho no Chevetinho, Dedé, o favorito, não mediu esforços para agradar o sogro. Foi calçando as sandálias...


Mostrando o caminho para o banheiro... queria ficar dentro para uma assistência mais pessoal, mas papai encabulou-se e barrou sua entrada...


Depois da primeira ida ao banheiro, a pressão ainda continuava alta. Papai não entendia que tinha que esvaziar a bexiga duas mais vezes. Ficou impaciente e dizia que se soubesse teria regulado a mijada para render três vezes... Cheio de truques...


Dedé, enquanto esperávamos, tentava falar com a mulher, a caçulinha, para que pegasse já a chave do Chevette, temendo competição...Mas ela que tinha passado o dia comemorando o aniversário já passado, dormia o sono da meia idade, profundo e imperturbável.


Papai prepara-se para o segundo esvaziamento e o genro solícito o espera...


Papai ficou interessado e impressionado nas histórias da "que sabe, tudo de todos", sobre histórico, de doenças dos familiares, desde a época dos nossos bisavôs...


A última viagem ao banheiro antes da liberação. Da porta entreaberta, Dedé viu que enfiou a mão no bolso, pegou seu bolo de dinheiro e separou duas notas... Pensou que contava o dinheiro, mas para a nossa surpresa essas cédulas foram distribuídas entre dois pacientes.  Saímos do hospital perplexos...

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...