terça-feira, 29 de janeiro de 2013

HISTÓRIAS DE ALDERI - REPARANDO OS SANTOS...


Oratórios com santos de madeira eram peças ornamentais religiosas de grande importância nos sítios de outrora. Na casa dos meus padrinhos, na Fazenda Boa União, ocupava lugar de destaque e sempre nos fascinava, pela reverência e mistério que ocultava. Durante as novenas ou outras manifestações de crença, eram abertas suas portas, expondo os santos de devoção. E claro, que com o passar dos tempos essas imagens deterioravam. Por isso existia a profissão de reparador de imagens. Papai nos conta uma história de um senhor que andava de casa em casa, na zona rural, oferecendo seus serviços. Encontrou uma senhora com dois santos defeituosos. Um era São José, cuja parte inferior estava danificada e outro era Santo Antonio, que do contrário, tinha a parte superior estragada. Depois de aceitar o trabalho e dedicar-se bom tempo nesse reparo, o senhor apresentou um só santo como resultado. Usou a parte inferior de um e a superior do outro para resumir numa só imagem. A freguesa, surpresa, olhou o resultado dessa junção e ficou indecisa. Perguntou: "E agora, como vou chamá-lo?"... O reparador ficou pensativo  e apresentou-lhe essa solução: "Chame São Zé Antoin" ...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...