sábado, 6 de abril de 2013

ARTIGO DO JORNAL DE HOJE...

Aumenta pressão contra importações de camarão
Data: 05 abril 2013 - Hora: 18:10 - Por: Marcelo Hollanda
O presidente da Associação Brasileira de Criadores de Camarão (ABCC), Itamar Rocha, disse nesta sexta-feira (5) que a importação pelo Brasil de pescados da Argentina que, por sua vez, importou 32% de seu consumo da Tailândia, país que sofre com a Síndrome de Mortalidade Súbita (RMS), será questionada no próximo dia 16 na Comissão de Agricultura da Câmara.
“Aguardamos apenas uma decisão oficial do governo brasileiro para entrarmos ou não com uma ação na Justiça para nos protegermos da possibilidade de entrada no país de doenças”, afirmou Rocha, que já levou o problema ao presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves, e ao Ministro da Previdência, Garibaldi Alves, que nada tem a ver com esse assunto, mas por ser potiguar como Henrique, pode ajudar numa solução.
Na última quinta-feira (4), depois de muitas reuniões, Itamar Rocha conseguiu incluir a questão na pauta da Comissão de Agricultura da Câmara, presidida pelo deputado cearense Raimundo Gomes de Matos. “Todas as barreiras levantadas injustamente contra os produtos agrícolas do Brasil passam por essa comissão e não podemos perder a oportunidade de denunciar nesse foro importante o que está acontecendo nesse momento com o camarão”, afirmou.
Os carcinicultores brasileiros estão preocupados com a perda de uma oportunidade para os exportadores no momento em que o Rio Grande do Norte pode chegar este ano a 25 mil toneladas – cinco mil toneladas a mais do que o ano passado e nove mil toneladas a mais do em 2011.
“Num momento em que o RN está pronto para dobrar sua produção de camarão e com a quebra de 400 mil toneladas na Ásia por conta de doenças, abrindo a possibilidade para aumentarmos nossas exportações preenchendo essa lacuna, era só o que faltava corrermos o risco de importarmos doenças de fora”, observou Itamar Rocha.
Esta semana, a pressão sofrida pelo governo brasileiro para reabrir suas fronteiras ao camarão do Equador irritou o presidente da ABCC. “O interessante de tudo isso é que recentemente este país proibiu a entrada de qualquer camarão produzido no mundo para proteger sua indústria da EMS (Síndrome de Mortalidade Súbita) e da AHPNS que está afetando a carcinicultura da Ásia”, lembrou Rocha.
No final de março, a ABCC alertou em carta o ministro da Aquicultura e Pesca, Marcelo Crivella, para a real possibilidade da entrada, via Argentina, da Síndrome de Mortalidade Súbita (EMS), que já atinge as criações tailandesas, vietnamitas e chinesas, grandes exportadores mundiais. Na mesma correspondência, o presidente da ABCC afirma que a quebra de 400 mil toneladas na Ásia representará um impacto de R$ 2 bilhões sobre as vendas asiáticas.
Esse prejuízo comercial, segundo ele, só encontra paralelo na famosa quebra na produção do Equador, em 2000. Mas ele argumenta que, ao mesmo tempo, o Brasil só terá benefícios se não tomar cuidados para  criar problemas óbvios ligados à sanidade animal, além dos que já enfrenta no âmbito do comércio internacional.
“Estamos diante de uma excepcional e inesperada oportunidade para os produtores de camarão cultivados no país e que exige uma maior responsabilidade de redobrada atenção em relação ao sagrado assunto da defesa sanitária, pois os riscos de deslocamento dessa nova doença podem aumentar com as importações pelo país de crustáceos da Argentina”, advertiu ele na carta enviada ao Ministro da Pesca.
Ainda segundo a carta enviada ao Ministro Marcelo Crivalla, os preços projetados para o Mercado Europeu em maio deste ano já apontam para valores de US$ 6,2/Kg para a classificação 80-100 (inteiro), o que considerando a isenção de PIS/COFINS para as exportações, permitem se projetar num iminente retorno do camarão cultivado do Brasil, ao mercado internacional, especialmente para o mercado europeu, especialmente no segundo semestre, quando tradicionalmente aumenta a demanda e os preços atingem valores mais altos.

http://jornaldehoje.com.br/aumenta-pressao-contra-importacoes-de-camarao/#.UWAEGpFPV-Q.gmail

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...