terça-feira, 24 de dezembro de 2013

PAPAI EM OBSERVAÇÃO...


Domingo último, com pressão alta, depois de medicado, papai ficou em observação no hospital, por algumas horas. Acompanhado de duas filhas, neta e genro, sentiu-se muito à vontade e mesmo deitado, tentou contar piadas e conversar com outros pacientes. A exigência da médica, para sair do hospital, foi que urinasse três vezes antes de uma nova verificação de pressão, para confirmar que estava bem.


De olho no Chevetinho, Dedé, o favorito, não mediu esforços para agradar o sogro. Foi calçando as sandálias...


Mostrando o caminho para o banheiro... queria ficar dentro para uma assistência mais pessoal, mas papai encabulou-se e barrou sua entrada...


Depois da primeira ida ao banheiro, a pressão ainda continuava alta. Papai não entendia que tinha que esvaziar a bexiga duas mais vezes. Ficou impaciente e dizia que se soubesse teria regulado a mijada para render três vezes... Cheio de truques...


Dedé, enquanto esperávamos, tentava falar com a mulher, a caçulinha, para que pegasse já a chave do Chevette, temendo competição...Mas ela que tinha passado o dia comemorando o aniversário já passado, dormia o sono da meia idade, profundo e imperturbável.


Papai prepara-se para o segundo esvaziamento e o genro solícito o espera...


Papai ficou interessado e impressionado nas histórias da "que sabe, tudo de todos", sobre histórico, de doenças dos familiares, desde a época dos nossos bisavôs...


A última viagem ao banheiro antes da liberação. Da porta entreaberta, Dedé viu que enfiou a mão no bolso, pegou seu bolo de dinheiro e separou duas notas... Pensou que contava o dinheiro, mas para a nossa surpresa essas cédulas foram distribuídas entre dois pacientes.  Saímos do hospital perplexos...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...