quarta-feira, 26 de março de 2014

A ESTIAGEM...


Esse desânimo é um reflexo da incerteza no nosso inverno. Estiou depois do Dia de São José, e papai, ao entardecer, no seu lugar de observação dos "torreões" no nascente, é seguido pelas filhas, numa conversa reticente e com mímica, pois, embora seu raciocínio continue lógico, o domínio verbal já não flui tão livre. Mas advínhamos e entendemos as suas preocupações e frustrações. Veterano de muitas secas. Marluce, que mora na zona oeste da cidade, busca nessa visão do leste o destino da noite que se aproxima. O calor é sentido no seu potencial, pois nem uma brisa anima as estáticas árvores que cercam nossa casa.  

Mateo, alheio às preocupações dos adultos, busca o carinho da mãe...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...