domingo, 15 de junho de 2014

PREVISTO UM NOVO VISUAL NO TÚMULO FAMILIAR...


Agradou a todos a ideia de revestir a morada do cemitério com um tapete de grama e, logicamente, às residentes daqui coube a responsabilidade da medição do terreno a ser coberto. Uma confusão. De início, não concordaram com o tamanho da área, fincaram estacas para reafirmar posições e discutiram por algum tempo...


Finalmente esticaram a trena, mas outro ponto abordado entrou em controvérsia: o espaço necessário, para o posicionamento das plantas, entre o gramado. Equações difíceis de serem resolvidas.


Em qualquer empreendimento, as mulheres da família identificam-se como arquitetas, paisagistas, mestres de obra, engenheiras... e cada uma defende seu ponto de vista ou ideia, com unhas e dentes. Aí vemos mais confusão... alguém decidiu medir o espaço acima da estrutura a ser trabalhada...


Depois de concordarem na metragem lateral, a dificuldade foi onde registrá-la. Com o esquecimento do papel e lápis, quiseram valer-se das memórias para armazenar a informação, mas a desconfiança nesse recurso foi evidente...


O mesmo procedimento aplicou-se à medição frontal e, encerrada a tarefa, valeram-se de associações e jogos de memória para lembrar o resultado final.  Responsabilidade coletiva...

Alguém tinha que acender pelo menos uma vela...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...