quarta-feira, 16 de julho de 2014

NOTA DE FALECIMENTO...



Faleceu, hoje, o Sr. João Marques, com 95 anos de idade, pai de Geni, avô de Genismar, Genismara e Gismar. O sepultamento será amanhã, em Catolé do Rocha. Estamos solidários com a família, neste momento de tristeza. Pedimos a Deus consolo e paz.

3 comentários:

  1. Olá, Eulina. Que prazer te receber no meu blog!

    bjs

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Existem pessoas que convivem conosco e na maioria das vezes não paramos pra observar-lhes as qualidades e até mesmo seus defeitos. Simplesmente existe um elo inexplicável que nos unem, mesmo que possamos ser diferentes, sabemos que sempre estaram conosco e que a amaremos sempre e estarão em nossos corações.
      A certeza de que essas pessoas especiais estão vivas e bem, nos dá uma certa segurança e tranquilidade de seguir a vida sem realmente "sentir falta delas".
      Mas no momento em que sabemos que algo grave aconteceu, o nosso coração bate mais forte, sente uma dor aguda e uma preocupação desesperada chega a nossa mente, e quando a morte chega - algo que sabemos se inevitável - ocorre um dor dilacerante em nossa alma, e é dificil acreditar que aquela pessoa tão querida se foi, a partir daí segue-se um jorro de lágrimas até que a dor possa ser amenizada, restando apenas a saudade e as lembranças ao lado da pessoa amada.
      E foi isso que aconteceu com um pessoa tão amada - meu avô- que faleceu ontem.Lembro de um rosto moreno, castigado pelo sol e as mãos calejadas pelo trabalho, um rosto sereno, despreocupado e feliz. Um homem simples, com uma vida comum. Um homem sem estudo, que mal sabia escrever o próprio nome, mas que trazia uma bondade no coração de dar inveja a qualquer pessoa que se ache boa nessa vida.
      Nele se podia notar que veio a terra para se cumprir um único papel: criar uma bela família. Pois era um homem totalmente sem apego material, sem apego a qualquer coisa terrena, sem se importar com a maldade dos outros e as aceitava do jeito que elas eram.
      Lembro de o achar deslocado nesse mundo, acho que estava apenas esperando retornar para o lugar de onde veio: o céu.
      Lamento a perda física de sua presença, e choro muito pois sei que minha mãe está sofrendo e sei que essa dor vai demorar a passar, mas me conforta muito saber que ele está num lugar maravilhoso e que não sofrerá mais, essa certeza é tão misteriosa e nítida como o ar que respiro todos os dias. Que Deus o tome em seus braços e que possamos nos encontrar na eternidade!
      Genismara Rocha

      Excluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...