sexta-feira, 12 de setembro de 2014

SOBROU PARA DEDÉ...


Um saco de milho verde para pratos e mais pratos de canjica. Essa era a vontade de Itamar e Leleda quando fizeram a aquisição das espigas, na estrada, a caminho do pé da serra. Aqui, deparamos com um obstáculo: ausência da mão de obra especializada, nesse momento, para realizar seus sonhos. Dedé, o indispensável, o favorito, o confidente... e agora, o resignado tomou a frente. Foi palha... e foi milho... 


Enfrentando o calorzão do meio dia, Dedé iniciou a árdua tarefa de cortar os grãos do sabugo, enquanto ponderávamos se chegaria a final etapa, no fogão. Mas a sorte finalmente apareceu com a vinda de Nelza, nossa bondosa vizinha, que iniciou a confecção da desejada canjica.

Nelza em ação...

A turma do rapa...

Um comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...