domingo, 19 de outubro de 2014

PAPAI AUTOGRAFA PAREDE...


Outro dia, papai chegou com uma caneta e pediu que eu escrevesse seu nome varias vezes numa folha de papel. Claro que saiu com uma historinha que "uns cabas lá na rua ficam perguntando meu nome"... Bom, fiquei calada, escrevi como queria, dobrou o papel e o enfiou no bolso da camisa. Ontem, sentada. na sala, com Marlene, demos de cara com esse autógrafo. Ficamos admiradas que mesmo numa parede, e em ângulo, sua caligrafia ainda está ótima e a assinatura continua a própria. Mas buscando um significado para essa expressão deparamos com a possibilidade de uma preocupação consigo mesmo, seja pela acelerada perda de memória, diminuição da capacidade verbal e claro, insegurança com a situação. Aguardamos a volta da Dra. Gerlane, a prima psicóloga, para desvendar essas dúvidas. mas fica um lembrete aos idosos da família: pratiquem caligrafar o próprio nome, pois quando a memória vai falhando, a assinatura, mesmo em paredes, reforça a identidade...

Um comentário:

  1. Que interessante, e até engraçado.
    Minha mãe já não consegue escrever, e eu lamento tanto. Mas é por conta do parkinson. Ela fica entristecida por isso, pois uma das coisas que adorava fazer, era escrever cartas e enviar cartões de natal.

    bjs

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...