quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

CARLINHOS...UM GENRO COM ATITUDE...


Nesse fim de ano Carlinhos marcou território nos domínios do sogro. Na festa do aniversário de Marilza, coagido, pelos cunhados, sobre o tempo de relacionamento, com a mana, quase produziu as alianças para noivar. Apaziguou alguns rebeldes, mas, no dia seguinte, as cunhadas animaram-se com a notícia e um entoado coro de "parabéns", à porta do seu aposento, ouviu-se de longe... Mais tarde, Marlene, "a que sabe" lembrando das festas de vaquejadas da sua juventude, também entoou um aboio, bem apropriado ao momento: " namoro de moça nova só é bom de madrugada... namoro de moça velha só é bom na cachorrada"...

O assunto do noivado não repercutiu nos dias seguintes, mas Carlinhos fez-se mais e mais presente, até tornar-se indispensável, na resolução dos probleminhas domésticos, antes, aos cuidados de Dedé.


A televisão saiu da sintonia deixando papai impaciente. Quem vem rapidamente solucionar o problema? Foi um manuseio sem fim do controle... O sinal foi localizado e papai voltou aos seus favoritos programas, para total crédito do genro.

A caixa, que armazena a água das pias da cozinha, secou e quando isso acontece puxamos a água do cacimbão, do muro das plantas, mais atrás, juntando pedaços de mangueiras, para cobrir a distância. Um servicinho que requer mão de obra, usualmente tarefa de Dedé. E quem tomou a frente, emendou mangueiras, botou escada, subiu para posicionar a entrada do líquido na caixa? Total crédito para ele, Carlinhos.


Enfrentou o calor assando a carne, na reunião dos amigos, no muro das plantas. Desbancou Dedé, também, nessa atividade... Assessorado pela namorada...


Quem primeiro sentou à cabeceira da mesa e ainda apontou para "esse lugar", enquanto Marquinho e Ismar olhavam admirados? O  próprio... e pareceu convincente... Conquista completa...


Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...